Traduzir blog

English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
By Ferramentas Blog

Bem-Vindo



Ao ler um artigo, dê um click em + 1 ou compartilhe na sua rede social!!!


quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

Autêntico

Nas nossas vidas muitas coisas acontecem. E cada acontecimento leva consigo uma atitude de cada um de nós. Sempre estamos agindo, ou não, mas se não, nossa própria indiferença já é nossa ação, curioso não é.
Só que, bem não sei com vocês, mas comigo passa não poucas vezes, agir, comportar-se de uma maneira, mesmo crendo piamente em algum lugar de nossa mente e coração, não ser a maneira correta, ou a melhor ou ainda querendo fazer, dizer tudo ao contrário.
As pessoas estão sempre falando, ou se comunicando, posto que alguns sejam mudos, mas também estes não deixam de falar com as mãos. Eu particularmente falo muito, e às vezes até me complico um pouco, são tantas coisas e...e já sabem...me complico espero não estar complicando estas linhas, estou? Ufa! Obrigado pelo não.
Continuamos.
Pois é, quantas palavras saem de nossa boca, mas ao mesmo tempo, existe uma quantidade de palavras escondidas, guardadas, na ponta da língua, pensadas, mas de todos os modos não ditas, e por um único motivo, somos covardes. É! E não se ofenda, por favor, mas é a mais pura verdade.
E como se tivéssemos um baú vazio e este só se enchesse com coisas não expressadas, e que, diga-se de passagem, muitas deveriam ser. Bem este baú, se enche pouco a pouco, até estar cheio e temos vontade de explodir, tanta coisa e guardada só no nosso baú, pouco a pouco muitas coisas respondemos como se estivéssemos em controle automático, quem sabe quantos sonhos deixados de lado, pela falta de coragem de dar um passo mais.
Temos que limpar o baú, sempre que possa limpar, e depois cuidá-lo para não entupir novamente.
Não duvido de sua busca por ser você mesmo, de ser autêntico. Mas querendo ou não todos nós agimos, falamos alguma vez de um jeito que nem a mente nem o coração pediam e depois se lamentou sozinho. Há coisas sem insignificância, se bem que são os pequenos detalhes que fazem a diferença.
Mas realmente mentir sobre não querer um sorvete quando alguém oferece mesmo querendo imensamente, pode ser de não muita importância, pode ser considerada uma abnegação. Por outro lado podemos pensar como já disseram por aí: “quem rouba uma caneta rouba um caminhão”. As coisas pequenas repetidas diversas vezes se tornam hábito e de do pequeno se vai ao grande, e sabe por quê? Porque é assim, o homem naturalmente sempre deseja mais, e isso em tudo tanto no bem quanto no mau.
Medos, inquietudes, dúvidas, problemas, dificuldades todos nós temos, é normal, e creio que saber isso, e saber não estar só é uma coisa que nos fortalece ou ao menos nos consola.
O problema está nas oportunidades de ser feliz que vamos deixando para trás, passando em nossa frente e indo, depois nos lamentamos.
Ah! Se tivesse aproveitado aquele momento, se houvesse dito eu te amo alguma vez aos meus pais, se tivesse levado aquela flor, feito aquela ligação, dado aquele abraço.
E não é por tratar só de nossa felicidade, porque se fosse assim a frase de algum filósofo: “Homo homini lupus” (o homem é o lobo do homem), que o homem sempre se aproveita do outro só pra satisfazer e por isso é como um lobo para o próprio homem, seria correta.
Mas não, o homem, nós seres humanos somos seres sociais, e é natural, olhem ao seu redor as pessoas se juntam no teatro, trabalham em grupo, se agrupam em famílias, se reúnem na praça, e quando nos referimos ao conjunto de pessoas, referindo-se ao nosso Reino, ou aos poetas, filósofos o que seja falamos a nossa sociedade. Não sabemos estar sós.
Também se trata da felicidade de outras pessoas as quais esperavam algo, uma palavra amiga, uma palavra de perdão, outra de consolo, outra de incentivo, ou uma atitude, um sorriso e tudo seria diferente!
 EHC

Luz do Mundo

Foi lançado un novo livro que é uma entrevista ao Papa Bento XVI, de nome, Luz do Mundo, eis aqui para voce caro leitor do outro lado da tela, um link onde há um resumo, basta clicar, os animo que podendo adquirir - lo o façam, vale a pena e assim nao nos conformamos só com pedaços manipulados que saem em algumas redes de comunicaçao. 
Eduardo Henrique da Costa.

Confira trechos do novo livro sobre Bento XVI
L'Osservatore Romano
(tradução de Leonardo Meira - equipe CN Notícias)


A nova obra, editada em italiano pela Libreria Editrice Vaticana, será publicada ao mesmo tempo em outras línguas, nesta terça-feira, 23. Nos 18 capítulos que a compõe, agrupados em três partes - "Os sinais dos tempos", "O pontificado", "Para onde caminhamos" -, o Papa responde às mais acoloradas questões do mundo de hoje. Do livro, antecipamos alguns trechos...

Receba cada novo artigo no seu e-mail. Basta por seu e-mail, clicar em submit, logo as letras.